10.12.06

Capítulo 50: (Ricardo)

Acordei com o som da companhia. Se Fátima tinha a chave, quem haveria de ser aquela hora? Olhei o relógio de pulso, marcavam oito horas da manhã. Levantei-me cambaleante e abri a porta. Meu coração por pouco não parou com o que vi: Alice impecavelmente arrumada:
_Vim ver a minha filha, afinal, ela deveria estar comigo.
_Podia ter ligado...
_...Para ver a minha filha?_ entrou falando alto, olhou a sua volta, fez seu ar de desdém e terminou por encontrar o foco de atenção, a cama onde Daniela estava deitada.
Ela retirou os óculos escuros, caminhou a passos lentos, firmes, sob seus saltos agulhas pele de cobra e não teve a menor cerimônia de puxar o lençol.
_Bom dia, Cinderela!_ falou em voz alta e acordou Daniela, que se viu nua e sob os olhos da irmã.
Tomei o pano e a cobri:
_Você veio ver Angélica, ela está ali!_ apontei para o berço.
_Foram rápidos na minha ausência, não? Carência leva a isso? Ou já rolava antes de eu me ferrar naquele acidente e eu não percebi?_ ironizou olhando para nós dois com ar de superioridade.
_As coisas não são fáceis de serem explicadas..._ Daniela tentou se sintonizar dentro daquele cataclismo que estava por vir.
_Ah! Eu sei que não..._ Alice franziu a testa e usou de todo seu sarcasmo._ Ontem quando eu tentei dizer que não me apaixonei pelo amigo dele por querer, por maldade, ele veio todo cheio de moral... E olha só, na cama com a minha irmã..._ riu e bateu palmas._ Isso é uma tragédia grega, ou um filminho de quinta... Depende de quem conta...
_Eu não aceito que venha até a minha casa dizer o que acha ou não sobre as escolhas que eu faço! Se quer saber, eu me apaixonei sim pela sua irmã. Eu estou com ela agora.
_Ótimo, ficamos quites! Afinal, você se vingou à altura...
_Agora sentiu o que eu senti?_ cruzei os braços.
_Então, você está dizendo que foi por vingança?_ Daniela olhou-me incrédula.
_E você pensou que era o quê, querida?_ Alice reprovou-a com seu tom de maturidade.
_Eu não disse isso..._ consertei e segurei Daniela pelos braços para que não fosse embora, mas ela estava decidida e começou a se vestir rapidamente.
_Eu vou levar a minha filha. _Alice anunciou.
_Você não pode!_apontei o dedo na cara dela.
_Eu posso sim e vou. E tem mais, eu vou sair do Brasil e vou levar ela.
_Não!Não pode fazer isso para me punir! Não pode!_gritei com Alice e quase avancei em cima dela.
_Alice, sai daqui por favor, vai embora. Depois resolvemos isso com mais calma._ Daniela pediu, tomando parte da situação por pena de mim.
_Tudo bem, eu vou, mas eu volto com uma ordem judicial!_ Alice prometeu.
_Não, não..._fiquei desesperado, Daniela não me deixou partir para cima dela.
Alice acariciou a menina e foi embora.
_Que inferno, meu Deus!_ dei um grito e comecei a chorar...Ela não pode! Eu posso brigar, ela é minha filha..._ sentei na beirada da cama.
_Ricardo..._ Daniela ajoelhou-se aos meus pés.
_Eu posso provar que tenho mais direitos como pai, porque eu cuidei da menina, ela é minha filha, minha filha, minha!
_Ricardo... ela não é sua filha..._ Daniela interrompeu-me.
O mundo parou de girar ao meu redor, eu fiquei zonzo, como se tivesse levado uma pancada na cabeça.

6 comentários:

Mercia disse...

Tô besta!!!!! coitado do Ricardo!!!!!!

cristiani disse...

que ar de superioridade ela tem...como se ela fosse a melhor...e pensar q existem simmulheres assim.Bem..tudo bem que ela tbem é uma fera ferida..
O duro é ser crianca..sempre sobra pra elas...agora..pra mim..pai é quem cuida.. e o Guimaraes nunca cuidou...so me resta esperar e ver a atitude de Ricardo..eu nem imagino o que ele vá fazer..ai ai ai . boa semana Eliane.

Anônimo disse...

Aiii q nervoso!! hehe adoro esses momentos "ápices" das tramas!! Ricardo pode não ser o pai de sangue, mas é o pai de coração... coitado...

Já linkei vc no meu blog, td bem?

Bjos

Anônimo disse...

(PS.: sou a mesma lê que tinha comentado semana passada)

Emmanuel disse...

Pois é Ricardo... eu falei... Olha a tempestade começando... E o pior é que ainda nem chegou na parte do granizo...

Anônimo disse...

Ok!! Desisto de dormir!!!!! *gritos estéricos* - a vizinhança vai acabar reclamando!!! \o/